Os Três Mundos em que Vivemos

Nesta obra, “Os Três mundos em que vivemos”, o autor, o escritor Ernesto Barón, mostra-nos em profundidade o que somos no nosso interior, orientando-nos através da psicologia do autoconhecimento para descobrir a nossa realidade psicológica e compreender melhor o sentido da vida..

 Pode dizer-se que este livro é um verdadeiro guia prático que nos ensina a viver a nível psicológico e sociológico nestes momentos de materialismo, insatisfação e desencanto que todos vivemos a nível social e humanístico.

Na primeira parte, o autor aprofunda sobre o mundo físico ou das formas que representa todos os aspectos humanos e materiais do homem, é a vida quotidiana. Neste mundo expressa-se a personalidade com o seu carácter, costumes, a identidade, valores e imagem. Ao longo dos diversos capítulos, o autor analisa aqueles maus hábitos que se expressam e que mais nos prejudicam: a mentira, a linguagem popular-vulgar, o exibicionismo, etc.

Na segunda parte, o autor fala-nos do mundo do Fundo que é a região do nosso subconsciente e inconsciente humano. Neste mundo podemos encontrar os traumas, fobias e complexos que condicionam a nossa vida e as relações com os demais.

Já na terceira parte, o autor analisa a região mais profunda de todo o ser humano: o transfundo psicológico. Este mundo tem uma característica dupla: um aspecto de obscuridade e outro de Luz… e, através dos diversos capítulos, estudando temas como a multiplicidade egóica, os defeitos psicológicos, etc., o autor revela-nos esta parte, muitas vezes desconhecida para o próprio indivíduo.

Para finalizar o livro, o autor dá-nos algumas chaves que nos ajudam no trabalho de autodescoberta como é o caso da meditação, a transformação das impressões, técnicas para a eliminação dos defeitos psicológicos, etc., com o objectivo de alcançar a verdadeira felicidade e liberdade.