Homem e as Impressôes

Uma obra de psicologia de grande utilidade e ajuda que, como guia prático, nos orienta num mundo cada vez mais cheio de incompreensões, rejeições, confrontos, etc. e onde a transformação das impressões se torna em algo imprescindível.

Nesta época em que vivemos, o escritor Ernesto Barón nos oferece uma obra de psicologia de grande utilidade e ajuda que, como guia prático, nos orienta e nos dá as chaves para podermos desenvolver-nos na vida, em um mundo cada vez mais cheio de incompreensões, rejeições, batalhas, etc e onde a transformação das impressões torna-se algo imprescindível.

Desglosado a lo largo de cuatro partes, su autor nos introduce al conocimiento de los diferentes niveles de impresiones clasificándolas según las vibraciones energéticas que recibimos, en vibraciones sutiles, densas, y neutras, destacando la importancia de darnos cuenta de cual es la que estamos recibiendo.

Desdobrado ao longo de quatro partes, seu autor nos introduz ao conhecimento dos diferentes níveis de impressões, classificando-as de acordo com as vibrações energéticas que recebimos, em vibrações sutis, densas, e neutras, destacando a importância de conscientizar-nos de qual é a que estamos recebendo.

Na segunda parte nos mostra as diferentes formas de canalizar as energías segundo o nível de ser e saber, a educação, personalidade… o que nos leva à fonte de liberação, de repressão, de evasão e de solução.

Já na terceira parte nos dá as chaves precisas para uma verdadeira transformação das impressões mediante a seleção, digestão e assimilação necessárias para a anelada transformação psicológica, através de pautas concretas e práticas muito úteis para conseguirmos nosso objetivo.

Por último, na quarta parte desta interessante obra, se esclarecem certas fórmulas de grande ajuda para aplicar melhor estes conhecimentos e alcançar com éxito o “saber fazer” da psicologia, que é tudo que está relacionado com a ingestão, digestão e indigestão psicológica.

Concluímos com um texto do próprio autor que diz: “É recomendável nunca fugir dos eventos nem dos estados que vivemos, definitivamente é mais sábio vê-los tranqüilamente, estudiá-los e compreendê-los, assim transformaremos todo o negativo que vivemos em positivo.”