Extractos de "Resgatando a Sabedoria Interior"

Este interessante livro é uma autêntica joia de psicologia prática para todas aquelas pessoas que têm anelos de aprofundar em seu interior e, assim, descobrir e despertar a sabedoria escondida dentro de cada um de nós. Através de simples, porém profundas reflexões, o autor nos convida a uma renovação e mudança real que nos leva a encontrar nossa autêntica realidade:

  “A Psicologia do Autoconhecimento nos ensina a criar o autêntico homem evoluído dentro de nós, a criar um ser equilibrado que, em sua forma progressista e atual, possa utilizar corretamente a empatia, a alegria pelo bem-estar alheio, os códigos éticos e formais que nos tornam mais felizes, tranquilos e que também fazem com que professemos o mesmo aos demais.”

“Devemos compreender que alguém que compara, o faz porque está insatisfeito consigo mesmo, e esta é a via mais propícia para criar a Inveja em todas suas facetas.”

“No entanto, ainda que pareça absurdo, se queremos algo superior, positivo, evolutivo e próspero, devemos definitivamente ultrapassar estes limites impostos pela vida horizontal, comparativa e competitiva.”

“Mas, para tanto, devemos compreender que somente alcançaremos a autêntica felicidade, o bem-estar integral e a sabedoria quando escaparmos destas atitudes do mais e do menos e nos colocarmos, com anelo de superação e sem ambição, no lugar em que nos corresponde estar. Isso sim é valioso e verdadeiro; por isso pouquíssimos conseguem fazê-lo.”

“Sempre devemos lutar para viver o momento sem nos identificarmos para que nossos centros possam trabalhar nesse ritmo, gerando cada vez mais uma maior vibração e produzindo a lucidez da inteligência, o verdadeiro sentimento do Amor Consciente, assim como um corpo saudável e forte.”

“Quem se autoconsidera sempre será dominado pelo seu próprio condicionamento proveniente do egoísmo e do amor próprio. Então, sendo assim, isto não lhe permitirá ver com lucidez e amplitude o seu terrível erro que o limita e faz com que se sinta derrotado.”

“O amor próprio é tão nefasto que nos afasta do Amor consciente, da entrega e nos impede de ajudar aqueles que precisam de nós. O amor próprio e o egoísmo fazem com que nos identifiquemos com uma personalidade centralista, com uma inconsciência total de pensar somente em si e com uma necessidade imperiosa de acolhimento, lisonjas, bajulações e de todo tipo de elogios.”

“É mais que urgente aprender a viver o momento, o instante em que estamos existindo, sem nos identificarmos nem com o ontem nem com o amanhã. Assim, pouco a pouco, erradicaremos da nossa psique esse mundo irreal de ilusões e de imaginações de tipo ilusórias que a nada concreto nos levará.”

“Não esqueçamos que todos, em maior ou menor grau, temos altibaixos em nosso ritmo biológico, alterações emocionais, desequilíbrios do sistema nervoso, mudanças no pensar e no sentir etc. No entanto, se existe um maior esforço consciente, todos esses estados podem ser superados.”

“Para avançar nesses estudos de inovação interna sempre se insistiu em saber transformar-digerir as impressões negativas recebidas, e este é um ponto indispensável de melhora para aqueles que estudam a fundo o autêntico conhecimento de si mesmo.”