Daichido, Caminho para a Grande Sabedoria

No Oriente milenar, 'Do' é o caminho que cada um deve percorrer na procura da Sabedoria, da Iluminação.

Nesta ocasião, o autor, Ernesto Barón, vendo o estado psicológico em que a actual humanidade se encontra, oferece-nos uma nova obra que nos convida a abrir a mente e o coração a uma nova forma de viver, para assim podermos encontrar a tão ansiada paz e serenidade na nossa psique e alma.

Ler este extraordinário livro abrirá o nosso prisma de vida, das nossas situações quotidianas, vivendo o aqui e o agora, cheio de oportunidades para mudar e poder melhorar psicologicamente. E através da meditação eliminar aquilo que nos leva à infelicidade e ao desassossego.

Procuremos o caminho Zen... Comecemos uma viagem ao nosso interior, para aprofundar e aprender de forma prática e objectiva a despertar as nossas consciências, estudando esta maravilhosa Obra.

Entre os extraordinários ensinamentos práticos impressos neste livro, o autor mostra-nos a importância do estudo do funcionalismo do Cérebro e da Mente. Ensina-nos a necessidade de pôr em actividade os dois hemisférios do nosso cérebro e de educar a mente e os sentidos.

O coração é o principal órgão do corpo humano. Sem ele não existiria nada. É a parte mais sensível e subtil que temos, ponte de conexão entre o físico, psíquico e espiritual, pequena chispa divinal, vinculada à paz da alma, à serenidade, à felicidade.

O Zen procura o equilíbrio e o despertar da Alma-Nous. O Zen é o aqui e agora, o momento em que vivemos, mas de forma consciente, procurando o justo meio... a centralidade é a chave de tudo.

Este livro convida-nos a praticar a meditação em cada situação da nossa vida (Meditação Zen) e também, depois das nossas tarefas diárias, a submergir-nos na prática da meditação em posição sentada (Zazen), num ambiente de harmoniosa paz.

Silenciando a mente para disfrutar da paz do coração e da compreensão que nos ajude a ver com clareza e profundidade os nossos erros, para assim podermos eliminar todos esses estados que nos escravizam e não nos deixam participar da alma livre, do Satori–Sunyata.

Mais nesta categoria:

Tao Tian »